sábado, 14 de março de 2009

Exemplificação da teoria da contribuição metafísica do trabalho para dirimir a dor baseada na concepção schopenhauriana do amor

Ela estava em seu escritório quando ele bateu de levinho na porta e entrou.
Sorriram-se. Conversaram.
Acabou.
Tudo muito educado. Ele admitia para si toda a culpa.
Beijou delicadamente a mão dela e saiu.
Ela ainda o amava, mas respirou fundo e voltou ao trabalho.

2 comentários:

Rafael R. disse...

Fragmntos...parabens. gostei.

Pedro Marcelo disse...

Essa daí ficou muito boa...